Jornal de joaofran80, 02 dez 19

Fazer uma refeição por dia pode parecer um exagero, eu sei. É tudo uma questão de hábito... se me dissessem há 2 anos que eu ia comer só produtos de origem animal e fazer uma refeição por dia, o mais certo seria mandar-vos pastar! Entradas: caldo de osso e fígado cru, primeiro prato: filetes de cavala panados em couratos de porco e o prato principal: uma tira de piano (as deliciosas 'baby ribs') e umas asas de frango, só para compor. Quase 1 hora para comer, sem pressa! Noite descansada para todos^^

1744 kcal Exercício: Google Fit - 24 horas. mais...

21 Apoiantes    Apoio   

1 a 20 de 24
Comentários 
Surf n turf, nose to tail! 
03 dez 19 por membro: Paulo Pass
Tão bom e tão feio. A Greta ia gostar! 
03 dez 19 por membro: joaofran80
és sempre tão arrumadinho, a tua mãe deve estar orgulhosa 😜😉 
03 dez 19 por membro: SCVCV
Não comeste os ossos? Olha as carências de cálcio! 
03 dez 19 por membro: Paulo Pass
Senhoras e senhores, João Franco! 👏🏼👏🏼👏🏼 
03 dez 19 por membro: maritacorreiabento
😁😁😁😁 
03 dez 19 por membro: Ana J. Couto
Ahahahaha Marita! 🤗 😘 🙏😎💣 
03 dez 19 por membro: joaofran80
Arrumado só mesmo quando quero e em coisas inesperadas! Mas não deixo roupa espalhada pelo chão... 😂😂😂 
03 dez 19 por membro: joaofran80
Lindo! 
04 dez 19 por membro: faceira1952
Que bela refeição 👏🏼 
05 dez 19 por membro: Déia pereira
@Déia pereira, obrigado! <3 
05 dez 19 por membro: joaofran80
Caro João, Sugeria que repensa-se o seu regime alimentar, pois alimentar-se exclusivamente de proteínas e gorduras, demonstra desde logo uma grande lacuna em relação à quantidade de fibras consumidas diariamente e um grande défice nos micronutrientes, ao nível das vitaminas hidrosolúveis (A,D,E e K). Também não existem vantagens indicadas cientificamente para um jejum intermitente de 23horas, é extremo e desnecessário, o corpo não tem uma taxa de metabolização tão elevada de proteínas, sendo a capacidade o organismo limitado. Para além de que a dieta hiperprotéica que faz, apenas lhe aumenta a produção de catabolitos azotados e a taxa de excreção diária. Dito isto, desejo-lhe tudo de bom e votos de sucesso na sua vida.  
07 dez 19 por membro: pedroramos1
@pedroramos1 as vitaminas A, D, E, e K são lipossoluveis. Mais, posso dizer que fígado é riquíssimo em tais micronutrientes. 
07 dez 19 por membro: gbmadureira.12
@pedroramos1, antes de mais, obrigado pela sua preocupação! O meu regime alimentar é fruto de uma escolha ponderada e responsável. Sou seguido por um profissional e faço análises de 3 em 3 meses. Durante os últimos 15 anos da minha vida, segui à risca as recomendações alimentares convencionais e debati-me com problemas digestivos e intestinais, depressão, excesso de peso, hipertensão e resistência à insulina. Tendo em conta que passei a fazer o contrário e que sigo esta dieta há quase 2 anos, digo sem qualquer acanhamento que a sua noção daquilo que é uma 'alimentação equilibrada' é uma distorção baseada num exagerado apego a convenções e preconceitos. A persistência de que o Homem deve alimentar-se à base de cereais, legumes e frutas não é mais do que o resultado de um fraudulento golpe de marketing, que desonra sobretudo a nossa própria evolução como espécie: se hoje está aqui a comentar a minha publicação, deve-o ao inegável facto de que foi a comer proteína e gordura que passámos de atirar cóco uns aos outros pendurados em árvores (como os nossos antepassados), a inventivos bípedes. Responda-me a esta questão por favor: como é que um recém nascido evacua se o leite materno não tem fibra? Quanto ao "grande défice nos micronutrientes", o @gbmadureira.12 disse tudo (muito obrigado!). Sobre o jejum e a proteína, vou ser curto e grosso para não tornar a minha resposta chata! Experimente largar as “vantagens indicadas cientificamente” e veja por si mesmo como o corpo reage. Irá ficar surpreendido! Retribuo os desejos e votos.  
08 dez 19 por membro: joaofran80
João Franco, bravooooo!!! 👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼 Mais uma vez, foste certeiro. Desculpa meter-me, mas de todas as vezes que ouço a conversa papagueada da “alimentação diversificada” lembro-me de ti e da forma como lutas contra uma corrente imposta, infundada e justificada com muitos propósitos, menos com o da real obtenção de saúde! ❤️ 
08 dez 19 por membro: maritacorreiabento
@maritacorreiabento ❤️🤗💪🎯💣😘 
08 dez 19 por membro: joaofran80
Dado que teve a gentileza de responder, com gosto debato estas ideias consigo, de facto pratico um estilo de vida culturista, caminha para 5 anos, comecei por ser obeso tipo I, e pode ter a certeza que já passei por todo o tipo de ideologias alimentares e metodologias de treino, daí o meu interesse por ingressar no estudo de Desporto e Educação Física, que frequento no momento. Eu não concordo com diversificação alimentar, concordo mais com diversidade nutricional, e sim, peço desculpa o erro, uma dieta rica em proteína e gordura, com alimentos tão ricos como o fígado têm variedade de micronutrientes, à execeção da hidrosolúvel C, que muito possivelmente o João irá buscar ao suplemento. Mas não me diga que não prejudica a saúde, e muito menos vir com o belíssimo argumento da evolução Humana, mas já que pegou no assunto: - O jejum no que toca ao evolucionismo, pois o Ser Humano, evoluiu para um estado de abundância e facilidade de aquisição dos alimentos, os antepassados que atiravam cocó uns aos outros, não iam comprar verduras e bifes cortados ao hipermercado, portanto o jejum intermitente (que sim já passei por ele e experimentei) não traz quaisquer vantagens adicionais ao nível de resultados, nem de saúde, nem de performance, na verdade os resultados em muitos os estudos em ambos os grupos de controlo são idênticos ou relativamente mais baixos no jejum intermitente, e nem vou pegar num jejum de 23 horas, nunca o fiz, já fiz 16/8 mas não encontro benefícios adicionais, em relação a comer de 3 em 3 horas. Volto a dizer, e se quiser procure estudos relacionados com a capacidade limitada de absorção de proteína do organismo, não será certamente a comer 1 hora por dia que o corpo adquire , absorve e utiliza tudo aquilo de que precisa. Quanto a escolhas ponderadas e responsáveis, vai no individual do que cada um entende, mas não vejo ganhos ao nível da saúde no seu estilo de vida. Não o homem não tem de se alimentar à base de cereais, legumes e frutas, mas precisa da quantidade certa de todos eles, não se trata de preceitos e de teorias, um facto é um facto, pode-se individualizar ao mais ínfimo pormenor, a dieta de cada sujeito no mundo, mas todos passaram por todos os grupos alimentares, a % de cada um já dependerá da reação do organismo. Mas tenha sérias reservas de que o João consuma exclusivamente gordura e proteína e rigorosamente nada de hidratos. Se hoje estou aqui a comentar a sua publicação, foi por sincero interesse e curiosidade de debater a ideia com alguém, e pelos fenómenos de meiose e mitose ocorrentes no processo da minha gestação e pela manifestação genética na minha personalidade. Para colmatar a resposta, se uma resposta não tiver valor científico, então não apresenta mais do que a teoria de uma pessoa que por alguma (alegadamente) o regime "funcionou", e coloco entre "" porque eu também sou regular nos meus exames de saúde e muito vigilante em relação a isso, mas ainda se está para ver se não irá pagar nenhuma -factura- no futuro pelas suas escolhas, ou eu pagar pelas minhas. Quanto aos bebés, não sei se tem filhos, mas se tem saberá que as crianças sofrem imenso de cólicas até à altura das primeiras sopas, que curiosamente apesar da nossa "fantástica" evolução passam pelos legumes muito antes de atacar em força as carnes. Enfim, agradeço o debate e o facto de me puxar pela cabeça e pela vontade de falar dos assuntos, se o mundo se enchesse de pessoas que pensam todas de igual forma era a maior seca do mundo. Um bem haja, e se sentir vontade continue a resposta se sentir vontade.  
08 dez 19 por membro: pedroramos1
Já estava à espera que me perguntasse pela vitamina C. É talvez a pergunta mais frequente, no que toca às carências. Os GLUT sao os transportadores no corpo da glicose. Aprende-se em bioquimica. Os GLUT também são transportadores de ascorbato (vitamina C). Basicamente o que acontece é que ascorbato e a glicose competem pelos GLUT. Com muita glicose, a vitamina C nao entra na célula. Menos protecção antioxidante. Os glóbulos brancos, principalmente alguns tipos especificos, acumulam uma maior quantidade de ascorbato para reduzir o stress oxidativo, até porque a vitamina C tb os ajuda a modular a fagocitose e melhorar as suas funções em si. Repetindo: muita glicose = pouca absorção de ascorbato. Glóbulos brancos com capacidade inferior = Sistema imunitario no charco. Basicamente e trocado em miúdos, as necessidades de vitamina C aumentam com as dietas ricas em hidratos, porque comes muita glicose. Na carnivora, as reservas de glicose são tao baixas que toda a vitamina C entra nas células (sim, a carne tem vitamina C, em especial o fígado!). Em suma, nao há escorbuto. 
08 dez 19 por membro: joaofran80
"Quanto a escolhas ponderadas e responsáveis, vai no individual do que cada um entende, mas não vejo ganhos ao nível da saúde no seu estilo de vida." É normal que não veja porque nunca experimentou. Isso não quer dizer que esteja certo. O Homem prospera com proteína e gordura, o exagerado consumo de hidratos só tem contribuido para o aparecimento de doenças metabólicas. Eu sei o que é estar desse lado, tudo o que lhe estou a dizer parece exagerado. Mas não é, acredite. A ideia de que a sua dieta é diferente da minha porque somos únicos é uma mentira fisiológica. E claro, é também fruto de uma colisão entre factores culturais e a própria capacidade de aceitação e abertura de espírito de cada um. Se tiver curiosidade sobre este tema, recomendo a leitura do 'Homo Carnivorous' do Dr. Barry Groves, deixo-lhe aqui o link: https://bit.ly/2DVVQDK 
08 dez 19 por membro: joaofran80
O argumento da evolução humana é de facto maravilhoso e por isso vou desenvolver um pouco mais. O surgimento do Homo Sapiens data de há cerca de 300 mil anos mas segundo a linha cronológica da evolução da nossa espécie, construída de acordo com descobertas arqueológicas, a presença do Australopiteco (o último dos hominídeos), dos Homo habilis, Erectus e Neandertal, situa-se num período de tempo compreendido algures entre os 3-2 milhões de anos e os 700 mil anos. A primeira grande mudança evolutiva na dieta humana foi a incorporação de carne e medula de animais de grande porte, e ocorreu há pelo menos 2,5 milhões de anos atrás. O bipedismo e o córtex cerebral são patamares evolutivos consequentes dessa mudança na alimentação. Os primórdios da agricultura, como são anteriores à história escrita, são obscuros, mas admite-se que tenha surgido há cerca de 10-12 mil anos atrás. Se a presença do Homem na terra fosse reduzida à escala de um intervalo temporal mais fácil de compreender, poder-se-à dizer que o Homem come carne há uma semana, cultiva cereais há 40 minutos e conta calorias há menos de 30 segundos. 
08 dez 19 por membro: joaofran80

     
 

Submeter um Comentário


Tem de iniciar sessão para submeter um comentário. Clicar aqui para iniciar sessão.
 


Histórico de Peso de joaofran80


Obter a aplicação
    
© FatSecret 2019. Todos os direitos reservados.